Páginas

sexta-feira, 3 de julho de 2009

O grupo lobo.



Historial do Grupo Lobo


Devido à sua situação populacional, o lobo é uma das espécies que, a nível mundial, tem motivado maiores esforços com a finalidade de evitar a sua extinção. Se não actuarmos de uma forma concreta e positiva, perderemos mais uma espécie animal, empobrecendo o nosso património natural.

A existência do Grupo Lobo resulta da necessidade de divulgar novos factos sobre o lobo, predador que nos habituaram a ver como demoníaco e que existe apenas para castigo do Homem. Hoje em dia estes conceitos estão completamente desactualizados mas, infelizmente, os novos conhecimentos sobre este animal estão pouco divulgados junto da opinião pública.

Um dos fundadores da associação, o Doutor Francisco Petrucci-Fonseca (Centro de Biologia Ambiental / Departamento de Zoologia e Antropologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa), ocupa actualmente a presidência e é o responsável pelas acções de investigação e de divulgação, a nível nacional, desenvolvidas pelo Grupo Lobo.

O Grupo Lobo tem a sua sede social nas instalações do Departamento de Biologia Animal da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

São orgãos nacionais sociais do Grupo Lobo a Assembleia Geral, a Direcção Nacional, um Conselho Fiscal, uma Comissão Jurisdicional e um Conselho Técnico. Cada um destes órgãos tem constituição e objectivos próprios conforme expresso nos estatutos.

O GL conta já com cerca de 1.300 associados e o Centro de Recuperação do Lobo Ibérico, uma das actividades do Grupo Lobo, conta com cerca de 3.900 pais adoptivos.

O GL está filiado no Eurogroup for Animal Welfare (Bruxelas) e na World Society for the Protection of Animal Welfare (Londres) e o seu Presidente é membro do Wolf Specialists Group da International Union for Nature Conservation (IUNC).

Nenhum comentário: