Páginas

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Acordo climático entre EUA e China?



Finalmente, parece que algum acordo climático pela redução de emissões de gases poluentes entre as duas maiores potencias mundiais e poluidoras, foi feito. China e Estados Unidos concordaram em reduzir suas emissões de gás carbono lançados na atmosfera. A China chegou até a estabelecer uma meta concreta de redução até 2030. E os Estados Unidos continuam fortalecendo as normas ambientais sobre as grandes indústrias. O acordo entre as duas grandes potencias, devem contribuir para um acordo mundial sobre o clima na conferência de Paris, em 2015.
A conferência de Paris, tem como objetivo criar um novo acordo que substitua o Protocolo de Kyoto de 1997 que foi um pouco (ou muito) decepcionante em seus resultados.
"O objetivo da ONU, para os próximos anos, é limitar a elevação do aquecimento global em até 2ºC, isto é, níveis pré-indústria. Cientistas dizem que, a continuar pelos níveis de crescimento atuais, o clima terrestre pode entrar em colapso."
O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,a-conferencia-de-2015-sobre-o-clima-imp-,1156542O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link
O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,a-conferencia-de-2015-sobre-o-clima-imp-,1156542
O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,a-conferencia-de-2015-sobre-o-clima-imp-,1156542
O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,a-conferencia-de-2015-sobre-o-clima-imp-,1156542

Nenhum comentário: