Páginas

quinta-feira, 22 de março de 2018

A chuva começa na folha

No começo desse semestre meu professor de microbiologia - que sempre foge dos assuntos, conta curiosidades para deixar todos boquiabertos (como saber que queijos com buraquinhos possuem coliformes fecais) e depois volta para o assunto sem que você nem perceba a mudança - contou outro dia que a chuva começa na folha da árvore. Isso explica muita coisa, como a amazônia ser tão úmida e locais mais devastados serem tão secos. 
Apenas uma árvore pode liberar 300 litros de água por dia em forma de vapor durante sua transpiração e quanto maior seu tamanho, maior a quantidade de água liberada, podendo chegar até a 1.100 litros. Isso demonstra o quão é importante não apenas economizar água como fechar a torneira enquanto escova os dentes e etc, mas como é importante preservar a floresta, plantar árvores e não desmatar. A floresta Amazônica pode não ser o pulmão do mundo por serem um ambiente de clímax, ou seja, que se sustenta sozinho e consome quase tudo do que produz, o pulmão do mundo na verdade são as algas marinhas, mas a Amazônia ainda fica com a função de ser o regulador pluviométrico, sendo a responsável por influenciar na chuva de todo - ou quase todo - o Brasil. Quanto maior o desmatamento, mais escassa será a chuva e a água.
Podemos entender como um ambiente de clímax como a floresta Amazônica funciona ao observarmos um terrário fechado, aqueles feitos em um vidro e totalmente vedados, seja com uma rolha ou plástico na boca do vidro que pode ser de qualquer formato. As plantas daquele terrário são responsáveis por todo o ciclo hidrológico do local. Ao colocar uma pequena quantidade de água assim ao ser feito o terrário e logo depois tampá-lo para nunca abrir, as plantas serão as responsáveis por absorver a água do solo e lançá-lo na "atmosfera" por sua transpiração, para depois ocorrer novamente o ciclo. Não é preciso mover nada nos terrários fechados, assim como não é preciso tocar na Amazônia. É importante o entendimento de que áreas com escassez de água precisam de árvores e não de mais desmatamento.

Nenhum comentário: