REFORMULANDO

14:50


Oi, meu nome é Clara, esse é o blog Verdeante, desde 2007.

Era assim que esse blog começava, sempre. Primeiro começava "Oi, meu nome é Clara e tenho 8 anos", lá em 2007/2008. Agora estamos em 2020 e muita coisa mudou.
Eu sou uma jovem adulta, no quarto ano de faculdade que ainda mantém a preocupação com o meio ambiente que carrego desde a infância. Porém algumas coisas foram mudando e isso tem uma explicação.

Uma vez eu fiz um trabalho (quando era adolescente) de responder pesquisas em uma determinada empresa, e lá eles perguntavam sobre preocupação com mudanças climáticas, fome mundial, entre tantos outros problemas. Éramos um grupo de adolescentes que não se conheciam, mas estavam lá em troca de R$100,00 (nem sei como fui parar lá), pra apenas responder algumas perguntas com as nossas opiniões. Era alguma pesquisa da Disney, ou algo parecido.
A pesquisadora, depois que elencamos quais eram nossas preocupações com o mundo, informou que crianças costumam se preocupar primeiramente com a natureza, enquanto jovens costumam se preocupar primeiramente com a sociedade. Ela nos questionou porque achamos que isso acontece.

A minha ideia, e o que respondi pra ela, foi que os jovens são imediatistas, isso todo mundo sabe, e lutar por mudanças pelo meio ambiente são muito demoradas, nós não conseguimos resultados de um dia para o outro e o jovem se cansa de esperar. Quando somos crianças, nós temos todo o tempo do mundo (ou achamos que temos) pra esperar para ver mudanças que talvez nunca vejamos.

Mas essa ainda é minha esperança, eu quero ver alguma mudança, mesmo com a dificuldade e a demora, talvez eu veja a mudança nas pessoas e não no ambiente em si. 

Educação ambiental. Uma expressão que eu não tinha ideia que existia quando iniciei isso aqui e que sempre foi o rumo que eu quis levar esse blog. Contudo, em meio a diversos compromissos durante infância e adolescência (principalmente na época do ensino médio), eu acabei deixando de lado esse blog, não porque deixei de me importar com a vida do mundo, mas porque eu achei que qualquer coisa que eu fizesse por meio desse blog, não surtiria efeitos. E isso é, na verdade, muito desanimador.

Eu me preocupei com outras coisas, vestibulares e etc. No último ano, a minha situação foi complicada pra escolher por onde seguir, eu queria me manter com a natureza por perto, mas tinha a fotografia que surgiu no meio do meu caminho (que explicarei mais pra frente). Então, depois de longas e longas pesquisas, depois de descobrir que eu poderia ajudar a alimentar o mundo, que eu poderia fazer disso algo mais sustentável, eu escolhi a Engenharia Agronômica (o que também falarei mais pra frente).

No momento, antes que esse texto se estenda demais, esse post é apenas para dizer que eu pretendo manter esse blog, mas de uma forma muito diferente de como ele já foi mas sem perder sua essência, lá da garotinha de 2008.

You Might Also Like

0 comentários