Páginas

sábado, 28 de janeiro de 2012

EcoFuturo

Parque das Neblinas.


Oi pessoal, vim falar sobre o Parque das Neblinas que é um laboratório de educação ambiental á céu aberto. Este parque é aberto para visitações, neste parque tem caminhadas, atividades e muitas programações temáticas. Este parque foi feito para proteção de espécies de plantas da Mata Atlântica que se encontra em extinção. Além de plantas o parque também abriga animais, tanto em extinção, como não.

Espécies presentes no parque:     
 Aves - 226 espécies (25 endêmicas e 9 em extinção)   
 Anfíbios - 47 espécies (34 endêmicas, 1 rara e 2 ainda não descritas)   
 Formigas - 144 espécies (1 ainda não descrita)         
 Peixes - 10 espécies (5 endêmicas e 4 ameaçadas de extinção)      
 Orquídeas - 94 espécies (1 delas é a menor do mundo)     
 Flora Arbórea - 317 espécies (11 ameaçadas de extinção e 1 ainda não descrita)      

 São 2.800 Hectares.
 Localização: Limite dos municípios de Mogi das Cruzes e Bertioga (SP).
 Vizinho ao Parque Estadual da Serra do Mar.

Para agendar a sua visita ao Parque das Neblinas, entre em contato pelo e-mail parquedasneblinas@ecofuturo.org.br ou telefone para  (11) 4724-0555 ou (11) 4724-0556.
www.ecofuturo.org.br



domingo, 22 de janeiro de 2012

Rede Globo Lança Game sobre a Preservação da Natureza


Do Globo Natureza, em São Paulo
Missão Bioma 1 (Foto: Reprodução)
Rede Globo lança, nesta segunda-feira (15), um novo jogo na internet - o Missão Bioma. No game, o jogador tem o desafio de ajudar a proteger os seis biomas brasileiros - Amazônia, Cerrado, Caatinga, Pantanal, Mata Atlântica e Pampas - de ameaças como tratores com motosserras e bichos contaminados por poluição.  Ele faz isso gerenciando recursos e posicionando estrategicamente os seus personagens num tabuleiro virtual.
O jogo combina raciocínio e estratégia com ação e rapidez. Cada personagem colocado no tabuleiro do jogo impede de maneira diferente o avanço dos agentes da devastação.
Missão Bioma 2 (Foto: Reprodução)Jogador terá de ajudar a proteger os seis
biomas brasileiros. (Foto: Reprodução)
Online e gratuito, Missão Bioma é o primeironewsgame - jogo com conteúdo jornalístico - da Rede Globo.
Para melhorar seu desempenho, o participante tem de ler ou assistir notícias da Rede Globo sobre meio ambiente e responder perguntas sobre elas. Também pode compartilhar conteúdo noticioso sobre questões ambientais com seus amigos.
A proposta é que o jogo seja uma forma diferente e divertida de se manter atualizado sobre o que acontece no campo ambiental no Brasil.
Missão Bioma foi desenvolvido dentro do Projeto Globo Natureza, que inclui reportagens especiais nos telejornais da emissora, programetes exibidos nos intervalos da programação, além da editoria Natureza do portal G1, com notícias de meio ambiente atualizadas em tempo real.
Para jogar, basta acessar missaobioma.g1.globo.com.


Missão Bioma 3 (Foto: Reprodução)O principal desafio do game é impedir o avanço da destruição nos biomas brasileiros. Acima, a caatinga. 

Eu adorei, achei uma boa esse game sobre a natureza e a preservação!

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Quantidade de Gases

Uma notícia nada agradável para o planeta.
A quantidade de gases-estufa, liberados até 2100 pelo derretimento das camadas de gelo do Ártico, chamado de Permafrost, pode ser 5 vezes maior que a prevista. Tal situação pode agravar ainda mais o aquecimento global.
Segundo a pesquisa, publicada na revista Nature, o volume de gases liberados pelo degelo ainda seria 2,5 vezes mais impactante que as emissões resultantes do desmatamento. Isso porque grande parte do gás emitido será metano (CH4), que tem efeito 25 vezes maior sobre o aquecimento global do que o dióxido de carbono (CO2).
O permafrost é reserva gigantesca de carbono orgânico, que contém restos de plantas e animais que foram se acumulando durante séculos. Com o degelo deste solo, estes materiais começam a se decompor, liberando nocivos gases.
Para os mais de 40 cientistas envolvidos na pesquisa, um bom passo para amenizar o degelo do permafrost é dar continuidade e fortalecer o Protocolo de Kyoto, tema que foi discutido durante a realização da 17ª Conferência das Partes das Nações Unidas sobre o Clima (COP-17), em novembro do ano passado.