Páginas

segunda-feira, 23 de março de 2015

A Pobreza no Maranhão

Ano passado, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o Brasil saiu da condição e do Mapa Mundial da Fome. Parece que essa mudança surgiu devido ao "avanço" do estado do Maranhão, que saiu do estado de extrema pobreza. Mas as vezes não parece que o estado sofreu essa tão grande mudança, De acordo com o IBGE, de 50 municípios mais pobres, 32 estão no Maranhão, e ainda me dizem que algo melhorou? Todos os dias, o único alimento que a família tem, é uma papa de água e farinha, pois não possuem alimento e nem sequer recebem o tão famoso Bolsa Família. No município de Alto Alegre do Pindaré, no oeste maranhense, 6 de cada 10 pessoas vivem na pobreza, sendo que 4 delas possuem ou fazem parte de uma família que recebe uma renda per capita mais baixa que 70 reais. Cerca de 25% dos pobres do município ainda não recebem o Bolsa Família que tem direito.
O município possui uma equipe da prefeitura chamada de Busca Ativa, que visitam casas precárias, que precisam de ajuda, ao identificar casos desse modo, a equipe cadastra a família e procura "correr atrás" de seus direitos, talvez seja por um pequeno detalhe desse, que algo esteja mudando, mas que se já tivesse sido feito á muito tempo atrás, no governo de outros, tudo estivesse melhor e não talvez não teríamos 3,4 milhões de pessoas passando fome no território brasileiro. As vezes, as estatísticas assustam, mas é uma das maneira - bem tortas, por sinal - de sabermos como andam as coisas, que no caso, não parecem nada boas, e também mostra que é hora de mudar.

Nenhum comentário: