Páginas

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Fotojornalismo: Nick Ut

Depois da postagem anterior, decidi falar um pouco mais sobre o fotojornalismo e aqueles três fotógrafos - ou talvez de outros até -, que captaram imagens tristes que representam a realidade de um momento e a crueldade humana.
O Fotojornalismo é um ramo da fotografia em que as imagens são claras e precisas nas informações, afinal, um jornal é feito de fotografias além de textos. Você sente muito mais algo quando o vê, do que quando tenta imaginá-lo. A fotografia preto e branco em jornais existe há mais de 100 anos e começou por meio do Daguerreótipo (1835), como uma câmera escura. Essa invenção foi feita pelos irmãos Daguerre. Com vários problemas financeiros e necessidade de reparos e concertos em sua frágil invenção, o francês Louis Jacques Mandé Daguerre não pôde manter sua câmera em segredo, como queria. A fotografia então não foi inventada por apenas uma pessoa, ao invés disso foi a junção de mentes brilhantes com condições sociais e econômicas de lançar o "projeto".
E na postagem anterior uma das fotos mais chocantes que já tem cerca de 40 anos, foi a foto da garotinha correndo sem roupas por conta de um ataque á seu vilarejo no Vietnã. Essa foi tirada por Nick Ut, ou Huynh Công Út, nascido em 29 de março de 1951 em Long An, no Vietnã. Ut começou a tirar fotos com 16 anos para a Associated Press - a maior e mais antiga agência de notícias americana), depois que seu irmão mais velho, foi morto no Vietnã por justamente ser um fotógrafo.
AP staff photographer Nick Ut  in Vietnam during the 1970s. AP Photo/Nick Ut
Sua foto mais famosa, foi tirada em 1972 em Trang Bang, onde a menina Phan Thi KimPhuc de nove anos de idade fugia do ataque norte-americano em seu vilarejo, com queimaduras nas costas. Essa foto ganhou vários prêmios internacionais, dentre eles Prêmio Pulitzer de Fotografia, e se tornou um símbolo anti-guerra. A vida tanto do fotógrafo quanto da fotografada, mudaram. A garota passou quatorze meses em dezessete cirurgias para sua recuperação, e o jovem fotógrafo tornou-se reconhecido mundialmente. 
Este ano, NIck Ut voltou para o lugar da tão famosa e triste foto.

Nick Ut volta ao lugar onde tirou foto icônica de menina durante a Guerra do Vietnã (Foto: AP Photo/Na Son Nguyen)
Ut e Phuc já se encontraram diversas vezes. Ut continua trabalhando para a Associated Press e Phuc é uma embaixadora da boa vontade da Organização das Nações Unidas e ajuda vítimas de guerra.

Um comentário:

Kamilla Barcelos disse...

Eu amo fotojornalismo e prezo muito a importância dele para a sociedade.
Essa foto é emocionante! Marcou história mesmo.