O que é Economia Verde?

11:00

      Você já ouviu falar sobre Economia Verde?

    De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, uma economia verde inclusiva é uma economia que "aprimora o bem estar humano e constrói equidade social ao mesmo tempo reduzindo riscos e escassez ambiental". Em uma definição livre, a Economia Verde é uma nova forma de evolução social mantendo uma relação equilibrada e preservadora para com o meio ambiente.

Esse tipo de economia está chegando como a Revolução Industrial, porém ao contrário. (A Revolução Industrial aconteceu a partir da metade do século XVIII, e mudou completamente a forma de trabalho e de produção, antes de forma artesanal para a manufatura). A Revolução Industrial permitiu um super avanço econômico, mas às custas de muito desgaste natural, e a Economia Verde deverá vir justamente para reverter isso, em oposição à chamada Economia Marrom, marcada pela exploração capitalista. Por que? Porque é extremamente necessário.

A forma de produção atual degrada e polui, seja por meio de emissão de gases e produtos poluentes para a atmosfera por grandes indústrias e grandes produtores, ou então pelo uso em excesso de recursos naturais como a água pelo agronegócio e também pela indústria têxtil (seus maiores usuários), ou ainda, pelo consumo excessivo e descarte incorreto de embalagens também poluentes oferecidas por essas indústrias, para um exemplo fácil e prático: as sacolas plásticas. 

De alguns anos para cá, diversos países já vêm adotando políticas de preservação ambiental mais rígidas e de transição para uma economia sustentável e correta, como por exemplo:

  • O Plano Nacional de Ação Econômica e de Direitos Humanos (NAP) da Alemanha, que visa responsabilizar as empresas alemãs (não apenas por seus atos, mas pelos atos de seus parceiros comerciais também) sobre o as condições de trabalho e uso de recursos para produção (condições ambientais). Esse plano incentiva a transparência e busca certificar a produção alemã como quem tem produtos de qualidade e uma forma sustentável de fazê-los.

Mas e o Brasil?

Bom, o Brasil seria o país que poderia ser mais beneficiado com uma economia verde, se adotasse uma política sustentável como a que a ONU propõe com o PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente). 

Livro "Brasil Paraíso Restaurável" de Jorge Caldeira, Julia Marisa Sekula e Luana Schabib

Atualmente, existe um fundo de U$280 bilhões em verbas para o sequestro de carbono, o que equivale ao triplo de tudo que é exportado com o agronegócio brasileiro, e o Brasil possui recursos para receber essas verbas graças à Amazônia, majoritariamente, mas também às outras matas preservadas que têm capacidade para sequestrar esse carbono. Isso é o que explica o professor Jorge Caldeira, que atualmente lançou o livro "Brasil, Paraíso Restaurável". Mas o Brasil está fora da corrida por essas verbas até agora, graças ao governo atual totalmente contra qualquer política ambiental digna.

Além disso, existe todo o fator da biodiversidade sobre a qual o governo não incentiva o estudo. Todos os biomas brasileiros possuem acervos que podem ser explorados bioeconomicamente de  maneira sustentável e inteligente, como por exemplo o Chocolate De Mendes, uma empresa que utiliza da parceria com comunidades da floresta Amazônica para a produção do cacau fino de maneira totalmente sustentável tanto ambientalmente como socialmente.

Caso não se mobilize em busca de uma economia sustentável, o Brasil se atrasará em todos os quesitos, além de uma degradação ambiental que aumentará chances de que mais doenças pandêmicas ocorram, menos biodiversidade tenhamos, a temperatura da Terra aumentará, e etc., o país poderá enfrentar bloqueios econômicos. No ano passado, 2020, a Europa já começou a dar sinais diretos de que não facilitará para o Brasil caso esse queira vender produtos advindos da degradação ambiental (como o desmatamento).

A Economia Verde não deve ser mais um diferencial, será a nova realidade caso queiramos viver um pouco mais, uma sociedade que a recusa, recusará a vida também, e o governo que fecha os olhos para a realidade, acabará afundando o próprio país preso em um pensamento retrógrado que já não existe mais.

You Might Also Like

0 comentários